Quais os equipamentos médicos essenciais em um CTI?

Para que um hospital funcione adequadamente e cumpra sua missão, dentro dos padrões esperados, é fundamental que ele conte com equipamentos de qualidade.

Sejam eles simples ou altamente tecnológicos, é essencial que os colaboradores saibam manuseá-los, a fim de garantir que os procedimentos médicos sejam realizados com eficiência e qualidade.

Quando falamos de CTI (Centro de Terapia Intensiva) é que isso se faz ainda mais importante. Nesse caso, a maioria das operações realizadas é potencialmente crítica, exigindo alto grau de confiabilidade por parte tanto dos profissionais envolvidos, como dos recursos tecnológicos utilizados. Do contrário, as vidas poderão ser colocadas em risco

É por isso que é importante saber quais equipamentos médicos são essenciais em um CTI. Foi por essa e outras razões que elaboramos este conteúdo. Nele apresentamos os principais. Confira!

Você pode acessar um documento do Ministério da Saúde para ficar por dentro da quantidade mínima de equipamentos médicos que devem existir em um CTI.

Monitor multiparamétrico de sinais vitais

Um dos equipamentos de fundamental importância em um CTI é o monitor multiparamétrico. Ele cumpre a importante missão de ler os sinais vitais do paciente, mostrando a equipe médica responsável por ele a sua condição atual de saúde. São informações importantes na hora em que se precisa tomar uma decisão que pode salvar a vida de um paciente.

O monitor multiparamétrico desenvolve diversas funções no âmbito de uma CTI, como:

• Apontar o ritmo dos batimentos cardíacos;

• Fazer o controle da queda de saturação do oxigênio do paciente;

• Informar alterações quanto à pressão arterial.

Entre outros parâmetros de grande importância.

Segundo a legislação, cada leito deve ter 1 monitor que atenda, pelo menos as seguintes especificações:

  • frequência respiratória;
  • oximetria de pulso;
  • frequência cardíaca;
  • cardioscopia;
  • temperatura;
  • pressão arterial não-invasiva.

Sendo que, a cada 10 (dez) leitos, deve haver 01 (um) capnógrafo, ou monitor com opção de capnografia. Para essa questão, se torna bastante viável o uso de monitores com parâmetros opcionais modulares. Entenda aqui a diferença entre monitor modular e pré-configurado.

Confira aqui para que serve e como escolher um monitor multiparâmetro.

Ventilador pulmonar

Sem sombra de dúvida, o ventilador pulmonar se coloca como uma das ferramentas mais importantes em um CTI, considerando o importante papel que desempenha no sentido de garantir que um paciente consiga respirar normalmente, mesmo que suas capacidades respiratórias estejam comprometidas.

O ventilador pulmonar promove uma ventilação artificial, agindo, dessa maneira, como suporte respiratório para um paciente que não está conseguindo respirar normalmente, algo que é bastante comum em um CTI, cumpre destacar.

A sugestão que damos é que quando for comprar um ventilador pulmonar, opte pelo modelo que pode ser utilizado tanto em adulto, como na pediatria e que seja um equipamento adequado ao ambiente de cuidados intensivos avançados, ou seja, que seja um modelo de ventilador Avançado para CTI.

A quantidade de ventiladores exigida pela lei é de um para cada dois leitos.

Confira nesse artigo exclusivo as características mais importantes que você deve observar para analisar e escolher o modelo ideal de Ventilador Pulmonar Avançado para CTI .

Estativas

As estativas também desempenham um papel importante em um CTI, considerando a dinamicidade que é o dia a dia desse centro.

As estativas são suportes de equipamentos médicos, como sensores, cabos de alimentação e tubos. São ferramentas que otimizam o processo de suporte desses equipamentos, bem como o transporte e garantem mais segurança e usabilidade dentro ambiente hospitalar.

Desfibrilador Cardíaco

Em um CTI é comum ocorrer casos de paradas cardiorrespiratórias. Problemas que podem, se não forem resolvidos rapidamente e com eficiência, fazer um paciente vir a falecer.

O desfibrilador é um aparelho utilizado em casos de paradas cardiorrespiratórias. Ele emite um choque no paciente, fazendo o ritmo do seu coração se restabelecer.

Esse aparelho é de fundamental importância em um Centro de Terapia Intensiva, uma vez que ele pode salvar vidas. No entanto, é essencial que os funcionários de um CTI saibam usar esse aparelho corretamente e com rapidez, pois uma parada cardiorrespiratória pode comprometer a vida do paciente em questão de segundos. No caso de CTIs, além da função de desfibrilação, é obrigatória também a função de cardioversão, que é o choque elétrico sincronizado. Portanto, o aparelho mais completo e indicado para CTIs é o cardioversor. Veja mais sobre ele no próximo item.

De acordo com a legislação vigente, deve existir 1 desfibrilador/cardiversor para cada 5 leitos.

Cardioversor

Indo além das funções do desfibrilador, o cardioversor, além de realizar a desfibrilação e a cardioversão, também é capaz de monitorizar alguns sinais vitais. Ou seja, atende uma gama maior de arritmias cardíacas e também monitora parâmetros e sinais vitais importantes do paciente, ao contrário que um desfibrilador manual por exemplo, que não é capaz de monitorar ou fazer diagnóstico.

Ebook cardioversorAlém disso, é importante saber que a cada 5 (cinco) leitos é obrigatória a presença de 1 (um) desfibrilador/cardioversor e o cardioversor do tipo VIVO atende com eficácia e facilidade de uso todos os casos de arritmias cardíacas.

Quer saber mais sobre esse importantíssimo equipamento? Faça  download gratuito de nosso e-book com tudo o que você precisa
saber sobre cardioversor!

Cateteres e sondas

Os cateteres e sondas, ainda que não se tratem de equipamentos elétricos, são de fundamental importância em um CTI, pois eles podem contribuir para administração eficiente de medicamentos, bem como de alimentação.

Eles auxiliam a equipe de um CTI quanto a essas duas questões e outras, fazendo o paciente se recuperar com maior velocidade e com saúde.

Bomba de infusão

bomba de infusão é um equipamento médico-hospitalar usado para controlar a infusão de substâncias líquidas, como, por exemplo, medicamentos ou alimentos nutricionais, nas vias venosa, arterial ou esofágica.

A sua presença em um CTI é de fundamental necessidade, considerando que muitos dos pacientes que se encontram nesse centro não conseguem se alimentar por conta própria ou ingerir medicamentos, razão qual a bomba de infusão se coloca como uma alternativa primordial nesse processo.

Mas esse não é o único motivo pelo qual um CTI deve contar com uma bomba de infusão de equipo. Um centro dessa natureza exige do profissional de saúde um controle rígido com relação aos medicamentos e alimentos que devem ser introduzidos no organismo de um paciente. É algo fundamental quando se busca garantir que o paciente tenha uma recuperação rápida e eficiente.

Em conclusão, tomar os medicamentos corretos, bem como se alimentar com a devida quantidade de nutrientes, é essencial para que o paciente tenha uma recuperação excelente. Faz parte do tratamento médico-hospitalar e a bomba de infusão é o meio eficaz e confiável de fazer esse controle.

Deve existir, de acordo com a legislação vigente, 4 bombas de infusão para cada leito, além de reserva de mais 1 bomba de infusão adicional a cada 03 (três) leitos.

Eletrocardiógrafo

Simplificando, podemos dizer que o eletrocardiógrafo é um aparelho que realiza avaliação cardiológica. Para isso, ele se baseia na atividade elétrica do coração. Analisando os batimentos do coração, esse equipamento consegue diagnosticar vários problemas, como, por exemplo:

• Arritmias;

• Desvios de eixo cardíaco;

• Taquicardia ventricular.

O eletrocardiógrafo, conhecido por muito como ECG, também é um item obrigatório em um CTI e é um importante aliado para identificação rápida de problemas que necessitam de intervenção. Por exemplo antes do uso do cardioversor ou desfibrilador.

De acordo com a legislação, é necessário 1 aparelho para cada 10 leitos de UTI adulta.

Confira nesse conteúdo exclusivo como como comprar um eletrocardiógrafo. Tire todas as suas dúvidas sobre as características importantes sobre esse equipamento.

Oxímetro

A monitorização contínua da oximetria de pulso é obrigatória em todos leitos de CTI. Portanto, caso o monitor de sinais vitais não acompanhe esse parâmetro ou esteja indisponível por algum motivo, o  oxímetro de pulso se torna um item importante a estar presente nesse cenário. Considerando a função que ele desempenha no sentido de informar à equipe médica o nível ou quantidade de oxigênio presente no sangue de um paciente, é interessante ter pelo menos um oxímetro de backup disponível para ser levado ao leito por exemplo.

Por meio um simples contato com o dedo, lóbulo da orelha ou pulso, essa ferramenta é capaz de medir a frequência cardíaca e respiratória de um paciente, bem como o nível de oxigênio presente nas artérias.

Como sugestão, o ideal é selecionar um oxímetro portátil, que possa ser utilizado de maneira rápida e precisa no dia a dia dinâmico de um CTI. Além disso, selecione um que conte com uma tela de fácil uso, assim você pode obter maior ergonomia no dia a dia de um CTI.

De acordo com a legislação vigente, deve existir um oxímetro para cada 10 leitos. 

Fique atento!

Como vimos, um CTI precisa de diversos equipamentos para que funcionem adequadamente, ou seja, com eficiência e produtividade. E, o melhor, para que funcione cumprindo a missão para a qual ele foi criado: salvar vidas. No entanto, como dissemos, não é apenas ter os equipamentos para que um CTI funcione adequadamente. Além de equipamentos médicos da melhor tecnologia e qualidade, é essencial que os profissionais de saúde saibam operá-los da maneira correta.

Gostaria de conhecer equipamentos médicos para montar um CTI moderno, com o essencial para que ele possa auxiliar a salvar vidas? Acesse nosso site. Somos a CMOS DRAKE, indústria de equipamentos médicos com larga experiência nesse mercado.

Produzimos equipamentos médicos modernos, de qualidade e que podem garantir o adequado funcionamento do seu hospital e, precisamente, do seu CTI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog