Saiba tudo sobre a Bomba de infusão – como funciona e cuidados na programação

Bomba de Infusão - Programação

Para garantir o cuidado e a segurança de todos os pacientes, hospitais estão utilizando cada vez mais as novas tecnologias que surgem. Pois, é a partir delas que é possível criar outros equipamentos que otimizem o tempo e o trabalho dos médicos e enfermeiros, garantindo que consigam cuidar de todos e atender à demanda.

Afinal, dar remédio, banho, comida, entre muitas outras coisas, para inúmeros pacientes por dia é muito complicado. Então, utilizar desses recursos para beneficiar aqueles que estão em quartos e leitos, para terem conforto, é o ideal.

Foi dessa nova tecnologia que surgiu a bomba de infusão que, basicamente, entrega fluidos para o corpo desses indivíduos, na quantidade necessária e orientada pelo médico. Quer saber mais? Continue lendo e surpreenda-se!

O que é a bomba de infusão?

Uma bomba de infusão é um dispositivo médico que entrega fluidos, como nutrientes e medicamentos, no corpo de um paciente em quantidades controladas. Bombas de infusão são amplamente utilizadas em ambientes clínicos, como hospitais, casas de repouso, ou até mesmo em casa, para pacientes com alguma necessidade especial de nutrição ou medicação.

Em geral, uma bomba de infusão é operada por um usuário treinado, que programa a taxa e a duração da entrega de fluidos, por meio de uma interface de software integrada que controla a passagem dos fluidos via equipo (tubo de transporte) ou via seringa.

Elas oferecem vantagens significativas sobre a administração manual de fluidos, incluindo a capacidade de fornecê-los em volumes muito pequenos e até mesmo em taxas programadas, com precisão ou intervalos automatizados.

Existem muitos tipos de bombas de infusão, incluindo bombas de grande volume, analgesia controlada pelo paciente, elastomérica, seringa, de equipo, entérica, de insulina, entre outros. Muitos modelos disponíveis no mercado são projetados principalmente para uso estacionário na cabeceira do paciente. Outros, chamados de bombas de infusão ambulatoriais, são projetados para serem portáteis.

Elas podem ser capazes de fornecer líquidos em grandes ou pequenas quantidades e podem ser usadas para ministrar nutrientes ou medicamentos, como insulina ou outros hormônios, antibióticos, quimioterápicos e analgésicos.

Várias bombas de infusão comumente usadas são projetadas para fins especializados. Esses incluem:

1. Bomba enteral: uma bomba usada para fornecer nutrientes e medicamentos líquidos ao trato digestivo de um paciente, por tudo direto ligado ao sistema digestivo;

2. Bomba parenteral: uma bomba usada para fornecer nutrientes e medicamentos líquidos por acesso endovenoso;

3. Bomba de analgesia controlada pelo paciente: uma bomba usada para administrar analgésicos, equipada com um recurso que permite que os pacientes autoadministrem uma quantidade controlada de medicamentos, conforme necessário;

4. Bomba de insulina: uma bomba normalmente usada para fornecer insulina a pacientes com diabetes. As bombas de insulina são frequentemente usadas em casa.

Cada tipo de bomba opera de uma maneira específica. As Bombas de infusão de equipos podem ser alimentadas elétrica ou mecanicamente. Já numa bomba de seringa, o fluido é mantido no reservatório de uma seringa e um pistão móvel controla a entrega do fluido. Em uma bomba elastomérica, por exemplo, o fluido é mantido em um reservatório de balão elástico e a pressão das paredes elásticas do balão conduz a liberação de fluido; entre outras opções.

Já em uma bomba peristáltica, um conjunto de rolos aperta um tubo flexível, empurrando o fluido para frente. Na bomba multicanal, os fluidos podem ser fornecidos a partir de vários reservatórios a várias taxas.

Uma “bomba inteligente” é equipada com recursos de segurança, como alertas do usuário que são ativados quando há risco de uma interação adversa ao medicamento ou quando o usuário define os parâmetros da bomba fora dos limites de segurança especificados.

Como funciona?

Muitos dos medicamentos usados durante doenças críticas são muito potentes. A mudança na taxa de administração em apenas alguns ml por hora pode ter efeitos muito grandes. Pacientes geralmente têm várias infusões de medicamentos diferentes sendo executadas ao mesmo tempo.

Com isso, a precisão na entrega de líquidos e medicamentos é muito importante. E para garantir uma administração precisa de fluidos e medicamentos, bombas de infusão são usadas para administrar terapia intravenosa.

Uma bomba de infusão aspira fluido de uma bolsa padrão de líquido intravenoso e controla a taxa de fluxo. Fornece terapia precisa e contínua. Como ele pode usar bolsas de qualquer tamanho de fluido intravenoso, uma bomba de infusão pode ser usada para ministrar fluidos a uma taxa de infusão muito lenta ou muito rápida.

Quais os cuidados na programação de uma bomba de equipo?

Por ser um equipamento com uma função tão importante, todo cuidado na hora de programar é pouco. A pessoa responsável deve prender corretamente o aparelho no suporte de soro, para que não caia. Não deixar de conectar a bomba de infusão à rede elétrica, para que não dependa exclusivamente da bateria interna.

Além disso, deve-se realizar a limpeza das bombas correta e regularmente. Cuidar para toda a extensão do equipo seja preenchida com a solução que será infundida. Nunca colocar o fraco de um medicamento ou do soro abaixo da bomba de infusão, a solução precisa estar sempre 40 cm acima do equipamento, entre outros cuidados. Lembrando que tudo isso deve ser feito com muita atenção. E o principal, selecionar o modo de infusão e quantiddade de acordo com a prescrição médica.

Conheça a Bomba de Infusão Yonah

A bomba de infusão Yonah é uma bomba volumétrica inteligente, com interface simples, intuitiva e com display com leitura visível à distância. É precisa, versátil e segura.

Além de contar com um touchscreen, que faz com que seja mais fácil programar diversos modos. Ela mede apenas 23 x 19 x 12 cm, o que permite o empilhamento de várias bombas em suporte, por conta de sua alça acoplada.

Também contém inúmeros alarmes configuráveis, o que garante precisão e confiabilidade durante sua utilização. Além disso, a Yonah realiza autoteste automático ao ligar e alarma para qualquer que sejam as alterações encontradas.

Possui bateria recarregável de alta duração, e acompanha, 10 equipos, 1 prendedor de suporte e 1 cabo de força. Encomende já a sua e aproveite para falar com um especialista para tirar dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog