Qual a diferença entre o monitor cardíaco e o monitor multiparâmetro?

Sinais vitais é o nome dado às medidas corporais que todo ser humano possui e que são essenciais para mantê-lo bem e vivo. Diante deste cenário, realizar o acompanhamento destes fatores por profissionais, especialmente em ambiente hospitalar, se faz mais do que necessário.

E, neste contexto, dois equipamentos se destacam nesta análise: o monitor cardíaco e o de multiparâmetro. Com suas particularidades e características singulares, ambos os aparelhos são fundamentais nos setores de emergência e outros ambientes de saúde.

Ainda assim, como saber diferenciá-los? E, acima de tudo, como escolher o mais adequado às necessidades do seu empreendimento? É preciso entender este tópico a fundo para analisar e compreender todos os detalhes.

Entenda agora ao acompanhar a leitura, e saiba como aproveitar o melhor de cada uma das tecnologias.

 

O que é o Monitor Cardíaco?

 

Conhecido como um modelo mais simples que o multiparâmetro, o monitor cardíaco (também intitulado de cardioscópio) acompanha a diminuição ou o aumento da frequência cardíaca do paciente, compreendendo a importância de capturar os batimentos para identificar possíveis condições.

De acordo com uma pesquisa publicada pela Universidade do Vale do Paraíba, seu sinal se origina de tecido vivo ou de uma energia aplicada nesta região, permitindo o acompanhamento clínico dos sujeitos por meio do monitoramento de sinais.

Dessa maneira, o único parâmetro que este equipamento acompanha é o cardíaco, apontando a frequência através de um traçado eletrocardiográfico no monitor e possibilitando que os profissionais consigam observar como estão as contrações dos ventrículos e também das artérias.

Tudo isso é feito com base nas formas de ondas elétricas que se formam na tela e indicam as bradicardias, bem como as taquicardias às quais o indivíduo pode se submeter durante um determinado período.

Assim, ele é comumente utilizado no transporte de pacientes de um setor para outro ou em qualquer procedimento que demande de um acompanhamento dos batimentos cardíacos.

 

O que é o Monitor Multiparâmetro?

 

Por contar com uma infinidade de recursos que auxiliam a equipe médica, o monitor multiparâmetro, também chamado de multiparamétrico, é um dos favoritos dos profissionais de saúde – dada sua capacidade de acompanhar toda a evolução dos indivíduos hospitalizados.

Em geral, ele é o responsável por monitorar uma série de fatores fisiológicos, tais como:

    • Parâmetros cardiovasculares, tais como o ECG e o débito cardíaco;
    • Trocas gasosas e respiração;
    • PH do sangue, verificando sua alcalinidade;
    • Pressão arterial e similares;
    • Temperatura corporal;
    • Entre outros.

Descubra aqui, todos os parâmetros que você pode adicionar em um monitor de sinais vitais.

Diante deste cenário, é possível afirmar que o monitor multiparâmetro é um equipamento que realiza uma leitura completa dos sinais vitais, indicando todos os pormenores em tempo real para os responsáveis – o que o torna indispensável em emergências, ambulâncias, centros cirúrgicos e salas pós-cirúrgicas, ambulatórios, UTIs móveis e CTIs e UTIs fixas.

Ainda assim, é importante considerar que, segundo a Anvisa, os equipamentos que ficarem nos leitos de UTI precisam medir, pelo menos, o ECG, o SpO2, a PNI, a temperatura e a respiração., parâmetros essenciais em um monitor multiparâmetro de sinais vitais.

Aproveite e descubra aqui quais os equipamentos médicos essenciais em um CTI, segundo as normas da Anvisa.

Um estudo realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) apontou que o gerenciamento de alarmes destes monitores em uma UTI é uma atividade um tanto quanto complexa, pois envolve seres humanos para tal serviço. Logo, a interação ideal entre o homem e o equipamento é necessária para que se possa extrair as funções necessárias do aparelho e entender e interpretar as informações que o equipamento possibilita de maneira simples e rápida.

 

Quais as diferenças entre ambos os monitores?

 

Em suas similaridades, os dois podem ser utilizados em indivíduos adultos, pediátricos e neonatos, além de serem os responsáveis por realizar a avaliação do paciente. Contudo, como observado ao longo de todo o artigo, é importante compreender a composição de cada aparelhagem e, acima de tudo, as funcionalidades que possuem independentemente.

Logo, levando isso em consideração, o monitor multiparâmetro se apresenta como um item mais completo, uma vez que realiza a análise e o apontamento de grande parte das funções vitais. Por outro lado, o monitor cardíaco limita-se apenas às funções deste órgão, sendo aplicado somente às situações mais transitórias ou para casos mais simples.

Ainda nesta perspectiva, é importante lembrar que um equipamento com mais características também significa maiores benefícios. Isso se dá, especialmente, porque ele conseguirá entregar mais dados e informações de melhor qualidade à equipe médica, sem precisar que o paciente seja submetido a uma série de exames separados.

Apesar disso, faz-se interessante observar também a pesquisa da UFRJ, que levanta a interação entre homem e máquina, ponderando sobre facilidade que um item mais simples (como o monitor cardíaco) pode trazer e procurando sempre por monitores multiparâmetros que sejam simples e intuitivos com uma baixa curva de aprendizado e simples personalização.

Mesmo assim, quando pensado em uma gama mais ampla, o monitor multiparâmetro ainda possui uma vantagem nesta batalha. Afinal, suas aplicações podem ser feitas em diferentes condições, tornando-se uma tecnologia ímpar, até mesmo no socorro de indivíduos que ainda não chegaram a uma instituição de saúde e precisam ser monitorados no trajeto, visto que apesar de mais completo, também estão no mercado diversos modelos que são leves e portáteis.

Por este motivo, antes de realizar a compra, é primordial que o interessado analise quais dos equipamentos melhor irá atender a sua necessidade e qual o tipo de atendimento que a sua companhia realiza. Se ela não tiver uma abrangência para UTIs e casos mais intensos, por exemplo, é interessante considerar um aparelho mais simples. Por sua vez, se a demanda for maior, vale pensar em uma solução mais completa.

 


Quer saber mais?

Separamos para você um artigo exclusivo com 5 fatores que você deve analisar antes de comprar um monitor multiparamétrico.

Confira aqui.

 

 

Encontre os seus equipamentos conosco

 

E se você descobrir que precisa realmente de um monitor multiparâmetro, converse com a CMOS DRAKE antes de realizar a sua compra em outra loja ou e-commerce. Com tradição de mais de 30 anos de mercado, a CMOS DRAKE possui modelos de monitores modulares e pré-configurados com a mais alta tecnologia e as melhores condições.

Isso porque a nossa indústria é especializada em equipamentos médicos e é a marca pioneira em desfibriladores na América Latina – o que é uma honra e uma enorme responsabilidade para nossa equipe. Afinal somos referência para quem atua no segmento e representamos uma peça-chave para que você possa oferecer sempre o melhor aos seus pacientes e clientes.

Aproveite essa oportunidade de adquirir qualidade, custo-benefício e tecnologia em um só lugar. Venha conhecer os monitores multiparâmetro da CMOS DRAKE e, se tiver alguma dúvida, entre em contato com os nossos especialistas. Estamos esperando você para fazer a diferença na rotina da sua instituição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog