Infarto x Parada cardíaca: Diferenças e formas de prevenção

cmosdrake

10/02/2022

A falta de conhecimento tornou tradição associar infarto e parada cardíaca a uma mesma coisa. Apesar de serem muito próximos, pois tratam-se de doenças do coração, os dois conceitos são diferentes e, por isso, é importante conhecer e observar cada caso e as formas de prevenção. Basicamente, quem sofreu um infarto teve uma parada cardíaca, mas nem todos que tiveram parada cardíaca sofreram um infarto.

Se ainda está confuso pra você, siga a leitura porque vamos deixar claro a diferença entre infarto e parada cardíaca.

A parada cardíaca ocorre quando o coração para de bater ou reduz bastante seus batimentos. Isso pode acontecer por diferentes motivos, dentre eles o infarto. Este, aliás, é a principal causa de paradas cardíacas. Mas há outros motivadores: a insuficiência e a embolia pulmonar também são algumas das mais recorrentes.

Já o infarto acontece quando um coágulo, ou seja, um agrupamento de células sanguíneas, bloqueia uma artéria do coração na tentativa de repará-la após um rompimento. É uma espécie de entupimento, que impede que o fluxo sanguíneo leve oxigênio e nutrientes ao organismo. Isso, é claro, acaba interferindo no funcionamento do coração, que é o músculo responsável por bombear o sangue.

Mortes por infarto

 Dados da Associação de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil) mostram que o número de mortes por infarto no país segue relativamente estável. Em 2021, houve 101.207 mortes por infarto, contra 95.837 em 2020 e 100.237 no ano de 2019.

Entre 2010 e 2019, segundo o Ministério da Saúde, os casos de infarto cresceram 59% no Brasil em adultos com menos de 40 anos, enquanto nos Estados Unidos o crescimento do número de infartos nessa faixa etária aumentou 2% ao ano durante a década anterior.

Já a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) estima que 14 milhões de brasileiros sofrem alguma alteração no coração, e, destes, 400 mil morrem por ano de parada cardíaca. Isso equivale a 30% do total de mortes registradas no país ao longo do ano.

Prevenção

Se há diferença na definição do que é parada cardíaca e infarto, a prevenção se assemelha em muitos aspectos. É recomendado ter uma alimentação balanceada, com restrições ao excesso de bebidas alcoólicas, cigarros e alimentos ricos em colesterol; controlar o peso do corpo; evitar situações de estresse; praticar exercícios físicos regularmente; evitar o sedentarismo; controlar a hipertensão; etc.

Outra medida importante é fazer o acompanhamento médico periódico, de modo a manter os exames e orientações em dia. Problemas que acometem o coração nem sempre dão uma segunda chance. A prevenção, nesse caso, é fundamental para evitar ocorrências que podem ser fatais no futuro.

Pensando em prevenção e em salvar vidas dê uma olhada em nosso Ebook e aprenda a salvar alguém em uma urgência

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar para o Blog