Acidentes De Trabalho Mais Comuns e Como Evitar

Admin2

05/04/2022

Acidentes De Trabalho Mais Comuns e Como Evitar

Segundo um relatório do Ministério Público do Trabalho e da Organização Internacional do Trabalho, o Brasil registrou uma taxa de seis mortes a cada 100 mil empregos formais, entre 2002 e 2020. Esses dados mostram como os acidentes de trabalho são bastante comuns, mesmo com tantas informações a respeito de cuidados para prevenção.

Neste artigo, você vai conhecer os principais acidentes nos ambientes de trabalho e saber como evitá-los. Continue a leitura!

4 acidentes de trabalho mais comuns e como evitá-los 

É indispensável que os colaboradores de uma empresa saibam quais são os acidentes de trabalho mais comuns e como evitá-los. Confira quais são eles:

1. Quedas 

Trabalhadores que atuam em alturas elevadas, correm altos riscos de queda. Além disso, quanto maior for o local, maiores serão os riscos de danos sérios e, na maioria das vezes, irreversíveis.

As quedas, normalmente, são causadas por ambientes com falta de sinalização adequada, uso de equipamentos de baixa qualidade ou com defeitos e, principalmente, a falta de equipamentos de segurança. Portanto, se você quer evitar esse tipo de acidente, é importante seguir alguns cuidados essenciais:

Mas as quedas não estão restritas a ambientes muito altos. Muitas vezes, lugares como escritórios também são propícios para esse tipo de acidente. Nesse caso, as dicas de segurança são:

  • tenha sempre um espaço limpo e bem organizado, com as passagens livres para as pessoas;
  • instale corrimão e faixas antiderrapantes nas escadas;
  • garanta um ambiente bem iluminado;
  • utilize placas de sinalização quando os pisos estiverem molhados.

Além disso, as pessoas podem sofrer mal súbito. Por isso, é importante que todos os colaboradores passem por um treinamento de primeiros socorros.

2. Acidentes com máquinas e ferramentas 

O manuseio de máquinas e ferramentas, como empilhadeiras, prensas hidráulicas, serras, dentre outras, pode ser bastante perigoso se não for feito corretamente.

Os riscos são a incapacidade do colaborador, perda de membros e, em alguns casos, a morte. Portanto, para evitá-lo, é preciso:

3. Lesões por esforço repetitivo 

As lesões por esforço repetitivo (LER), são causadas por atividades repetitivas, como digitação intensa em computadores, condução frequente de veículos, carga e descarga de itens etc. Elas podem causar danos nos músculos, tendões e ligamentos do colaborador.

Elas podem ser evitadas com alguns cuidados:

  • garantir uma ergonomia adequada;
  • certificar-se que os funcionários terão pausas para descanso ao longo do dia;
  • instruir os colaboradores a fazerem alongamentos.

4. Choques elétricos

Os choques elétricos podem causar desde queimaduras até paradas cardíacas, que podem levar o colaborador a óbito. Portanto, a empresa deve se responsabilizar por:

  • garantir que somente funcionários capacitados atuem em setores elétricos;
  • utilizar EPIs;
  • garantir a manutenção na rede elétrica do local para evitar fios desencapados e realizar substituições, caso seja necessário;
  • ter um desfibrilador cardíaco na empresa.

Além desses cuidados para evitar acidentes de trabalho, é importante que os funcionários estejam cientes das ações que devem ser tomadas para garantir um ambiente seguro. Portanto, deve ser feita uma conscientização e, se preciso, oferecer treinamentos. 

Mesmo com todas as ações de prevenção e conscientização que deve existir no ambiente de trabalho, também é indispensável que a empresa esteja preparada para lidar com as consequências desses acidentes, caso eles aconteçam. 

Portanto, para garantir um atendimento adequado às vítimas, é preciso ter um DEA (desfibrilador externo automático) para salvar vidas e proporcionar um espaço de trabalho ainda mais seguro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar para o Blog