Bomba de Infusão e Coronavírus — Entenda o Papel Desse Aparelho

bomba de infusão

Por conta da pandemia de coronavírus, a população passou a ouvir falar muito do ventilador pulmonar, mas existe outro equipamento que ganhou bastante presente nos hospitais: a bomba de infusão. Esse importante aparelho médico não serve apenas para essa doença, mas para diversos procedimentos médicos.

Neste artigo, você entenderá melhor para que serve uma bomba de infusão e qual é a relação dela com a Covid-19. Continue a leitura!

O que é e para que serve a bomba de infusão?

A bomba de infusão é um aparelho que serve para levar fluidos importantes aos pacientes, como medicamentos e nutrientes. O equipamento é mais vantajoso do que a administração manual, pois permite fornecer volumes pequenos e taxas programadas de fluidos, até mesmo em intervalos automatizados.

Grande parte dos medicamentos administrados a pacientes hospitalizados são fortes. Por conta disso, é necessário que a equipe tenha bastante atenção na hora de usá-los.

Nesse sentido, as bombas de infusão são grandes aliadas, já que contam com uma grande precisão na entrega dos líquidos e tornam o atendimento hospitalar mais preciso e ágil. Seja para transferir o fluido de forma lenta ou rápida, o equipamento é a melhor opção.

Qual é a relação do coronavírus com a bomba de infusão?

Infelizmente, o coronavírus é uma doença que tem levado muitas pessoas a serem hospitalizadas. No ambiente hospitalar, esses pacientes conseguem ser melhor tratados e medicados para vencer a enfermidade.

Além do ventilador hospitalar — que ajuda quem não consegue respirar de forma natural —, a bomba de infusão é um dos equipamentos que também possui grande importância nesse cenário. Ela permite que as equipes administrem as medicações intravenosas com mais facilidade, ao mesmo tempo em que garantem o tratamento adequado aos pacientes. Ela é de suma importância para pacientes críticos e que precisam de doses precisas no organismo e que dependem da administração dessas drogas para a sedação, para a redução da dor e, até mesmo, para a alimentação via sondas.

Atualmente, existem diversos modelos de aparelho para infusão, incluindo um para uso doméstico na administração de insulina. O mais automatizado é chamado de “bomba inteligente”, que é equipada com recursos de segurança, por exemplo, avisos quando há interação adversa de medicamentos, obstrução, entre outros.

Por isso, esses modelos avançados são os mais indicados para ambiente hospitalar, onde estão os doentes de covid-19 e outros pacientes graves. Pensando em versatilidade, além de ser o modelo de bomba volumétrica inteligente, é importante também que seja modelo de bomba de infusão que permita diferentes tipos de infusão: para medicamento e para dietas, sejam elas através da veia (parenteral) ou de sondas e tubos (enteral).

Afinal, os pacientes com covid precisam receber medicamentos e, em algumas situações, alimentação por meio de sondas.

Embora tenha vários recursos que auxiliem no dia a dia, a bomba requer atenção especial por parte dos profissionais. Entre os cuidados com a bomba estão: limpeza regular, observar se a extensão do equipo (tubo de transporte) está preenchida, selecionar o modo de infusão e a dosagem de acordo com prescrição médica, entre outros cuidados.

Quer saber mais sobre o funcionamento das bombas de infusão? Veja este artigo sobre dicas para utilizar a bomba de infusão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog