Você sabe identificar os indícios de um ataque cardíaco?

Tatielly Moyle

26/05/2022

Quando uma forte dor no peito aparece é um indicativo de que há algo errado acontecendo e é comum associarmos imediatamente a dor com a possibilidade de que seja um infarto.

Mas nem sempre essa dor, tem a ver com um ataque cardíaco. Ela também pode estar associada a alta carga de ansiedade, adrenalina, ou até mesmo a um ataque de pânico.

No mundo mais de 17 milhões de pessoas morrem por ano vítimas de doenças cardiovasculares, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que relata ainda que esses problemas representam a maior causa de mortes no Brasil, com cerca de 360 mil casos por ano.

Muitas dessas mortes poderiam ter sido evitadas, ou prolongadas, com cuidados preventivos e/ou com o atendimento rápido e adequado. Afinal, alerta, a prevenção e o tratamento adequado dos fatores de risco e das doenças cardiovasculares podem reverter essa grave situação.

Em geral, o problema pode surgir em pessoas de qualquer idade, mas acontece com maior frequência em pessoas com mais de 45 anos. Os principais inimigos do infarto são: o tabagismo e o colesterol em excesso, pois acumulados podem levar à formação de placas de gordura, hipertensão, obesidade, estresse, depressão e diabetes.

“O importante é estar atento aos sinais. No caso do ataque cardíaco são vários. Ao perceber estar sentindo dois ou três deles, procure imediatamente ajuda médica” ressalta Marco Antônio Marques Félix, médico geriatra, instrutor de Suporte Avançado de Vida pela American Heart Association e consultor da CMOS DRAKE, empresa fabricante de desfibriladores cardíacos há mais de 30 anos..

Saber identificar os fatores de risco relacionados a ataques cardíacos ou como identificar os principais sintomas e como realizar o tratamento é de grande importância. Os principais sintomas de um ataque cardíaco são:

1 – Dor no peito: A sensação é como se fosse realizada sobre o tórax uma grande pressão, como se algum objeto estivesse sendo pressionado. A direção deste aperto acontece em direção ao centro ou um pouquinho para a esquerda, bem no sentido do coração. Por isso, esse é um dos sintomas mais dolorosos e alarmantes de um infarto.

2 – Tonturas e vertigens: Outro fator importante para identificar um problema no coração é sentir tonturas e/ou vertigens. A sensação de perda de consciência momentânea ou permanente, que é o desmaio, aponta a fragilidade do corpo. Em geral, elas são o resultado de um quadro prévio de arritmia ou de mudanças súbitas no funcionamento do ciclo cardíaco.

3 – Sensação de enjoo e a perda do apetite: Uma pessoa que está em ameaça de sofrer um infarto ou algum desfalecimento cardíaco apresenta forte sensação de enjoo, além de perder completamente a vontade de comer. Mas os vômitos acontecem não somente antes do ataque, como também pode acontecer durante.

4 – Dificuldades para respirar: Um infarto ou outra questão no coração faz com que a pessoa sofra um colapso no pulmão, resultando assim em falta de ar. A parada cardiorrespiratória é quando o coração não consegue mais bombear sangue e oxigênio para o corpo, fazendo com que o pulmão perca a sua capacidade de trabalhar sozinho.

5 – Dores nos braços: Muito comum é ver pacientes de ataque cardíaco relatar que sentiram dores nos braços. Este é um sinal muito comum nos homens, quando a dor no peito irradia para os braços, cotovelos e ombros. Além disso, essas dores também podem ter reflexo no abdômen e pescoço. Isso acontece porque os sinais nervosos recebem grande tensão, gerando uma dor que pode ser contínua ou intermitente.

6 – Fraqueza: Devido ao corpo estar sob extrema pressão e por ter a possibilidade de haver algum tipo de tontura ou desmaio, a fraqueza é um dos sintomas mais característicos. Uma pessoa em ataque cardíaco muitas vezes não consegue segurar objetos leves com as mãos, como uma folha de papel.

7 – Dores na região do estômago: As dores abdominais e a sensação de queimação estomacal são sinais muito comuns nas mulheres. Este é um sintoma intenso e muito dolorido.

Como vimos, é fundamental reconhecer os sinais de um ataque cardíaco e, ao identificar a combinação de mais de dois desses sintomas, procurar auxílio profissional imediatamente. Além disso, a doença pode ser identificada precocemente. Então, não deixe de fazer um acompanhamento médico com um cardiologista e se informar sobre as formas de prevenção e também como agir em caso de uma emergência: situação em que a pessoa desmaia e perde a consciência. Nesses casos os passos são: iniciar imediatamente as compressões torácicas (massagens cardíacas) e procurar o Desfibrilador DEA mais próximo para garantir a sobrevida da vítima até a chegada do socorro especializado, que também deve ser acionado imediatamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar para o Blog