Feedback de RCP: saiba como usar seu DEA com essa função

Ao se deparar com uma situação de parada cardiorrespiratória ou infarto, a primeira atitude a ser tomada, após chamar a emergência, é usar um Desfibrilador Externo Automático, também conhecido como DEA, em conjunto com as manobras de RCP. A tecnologia do equipamento é bastante avançada a ponto de orientar a pessoa que o manuseia nos procedimentos adequados para socorrer uma vítima de parada cardíaca.

DEA da CMOS Drake vêm com outra tecnologia de ponta que é o Feedback de RCP. Por comandos de texto e voz, o equipamento, além de orientar os passos do atendimento, ainda vai orientar sobre velocidade e pressão que você deve fazer sobre o tórax do paciente durante as manobras de compressão torácica.

No artigo de hoje, você vai saber como utilizar o desfibrilador do tipo DEA e como utilizar a função do Feedback de RCP para realizar uma RCP de qualidade. Acompanhe!

O que é o RCP

RCP é a sigla para Ressuscitação Cardiopulmonar, ou seja, é um conjunto de manobras feitas com as mãos que visa manter a circulação sanguínea de alguém que está passando por um quadro de parada cardiorrespiratória. 

Com as mãos, a pessoa vai realizar uma sequência de manobras que vai manter a circulação sanguínea do paciente ativa até que uma assistência médica chegue ao local. O socorrista deve reconhecer que a pessoa parou de respirar, verificando se há movimento peitoral que é feito com a entrada e saída de ar.

Em seguida, após ligar para o 192 e solicitar que alguém busque o DEA mais próximo, deve-se então iniciar as massagens, que são compressões no tórax, que devem ser ritmadas e firmes.

A American Heart Association determina que uma RCP de qualidade e feita da maneira correta pode dobrar ou até triplicar as chances de salvar a vida de um paciente. Poucos minutos sem a realização da RCP já podem ser suficientes para um resultado fatal. 

O que é o DEA

O DEA, sigla para Desfibrilador Externo Automático, é um equipamento usado para esses casos de paradas cardiorrespiratórias e infartos. Esse aparelho tem como função principal dar choques que estimulem o coração a voltar a bater em seu ritmo normal, e ele é automático, porque a própria inteligência do equipamento é capaz de analisar o ritmo cardíaco do paciente e decidir pela necessidade, ou não, do tratamento. Usado em conjunto com as manobras corretas de RCP, é o único método eficaz, capaz de garantir a ressuscitação do paciente até a chegada do socorro médico.

Por meio dos eletrodos adesivos colados no tórax do paciente, o desfibrilador realiza a análise e, se necessário, emite choques elétricos que são passados ao tórax do paciente, na quantia ideal para reiniciar o coração e estimulá-lo a voltar a bater em um ritmo normalizado.

Por isso, um desfibrilador realmente completo faz toda a diferença. O DEA da CMOS DRAKE, por exemplo, conta com a tecnologia de feedback de RCP.

Além da comunicação por voz com análise e diagnósticos automáticos que o DEA já faz com base na leitura dos batimentos cardíacos do paciente e da orientação da necessidade ou não da aplicação da desfibrilação (choque elétrico); com o dispositivo de feedback de RCP, a partir do momento em que indicar ao socorrista que devem ser realizadas as massagens cardíacas (RCP), ele emite bipes que guiam o ritmo a ser seguido. E, então, assim que o socorrista inicia as compressões no tórax da vítima,  o Feedback de RCP é capaz de medir a frequência e profundidade das compressões que estão sendo feitas e orienta o socorrista, por meio de comandos de voz, visuais e de texto, a melhor maneira de adequar e realizar as compressões torácicas de um modo eficaz.

Como usar o DEA com feedback de RCP

O sucesso dos primeiros socorros com o paciente que está passando por uma emergência cardiorrespiratória depende muito de quem está aplicando as técnicas e da calma em escutar e realizar o procedimento certo no momento adequado. Mas não se preocupe: como você já sabe,  o comando de voz presente nos DEAs facilita muito esse momento.

Para utilizar a funcionalidade do Feedback de RCP, o dispositivo de Feedback de RCP, que é o sensor laranja da imagem abaixo,  deve ser posicionado sobre o o peito do paciente e o socorrista deve exercer a pressão sobre ele durante a realização da RCP.

Então, o avançado sistema de feedback de RCP vai avaliar o trabalho de compressão torácica que está sendo feito pelo socorrista através do monitoramento da frequência e profundidade das compressões para dizer se elas estão sendo eficazes para o paciente.. Na sequência, por meio dos comandos específicos, o DEA com Feedback de RCP vai enviar mensagens de voz e texto para alertá-lo se o RCP está sendo bem executado ou se é preciso readequar a força da pressão, ou o ritmo em que ela está sendo realizada. Assim, as chances de sobrevivência do paciente aumentam significativamente, já que o equipamento vai oferecer uma verificação muito mais exata das ações de primeiro socorros como um todo.

É importante relembrar que somente esse apoio tecnológico (Feedback de RCP) é capaz de medir se as compressões estão sendo realizadas da maneira correta. Não existe outra forma de medir a profundidade e o ritmo adequado da RCP que não seja esse equipamento. Um observador a olho nu não consegue medir, e mesmo um socorrista profissional, por mais experiente que seja, não consegue verificar em tempo real se está deslocando o tórax na profundidade correta.

Os comandos do DEA para o Feedback de RCP podem ser os seguintes:

  • Comprima mais forte;
  • Comprima mais fraco;
  • Boas compressões;
  • Continue a RCP;
  • Siga o ritmo do bipe.

Utilizar o DEA com feedback de RCP é a opção ideal para quem quer ter em seu estabelecimento, um aparelho que seja realmente completo e que ajude, ao máximo, salvar vidas, contando sempre com a tecnologia de ponta para orientar desde os primeiros passos, com a análise do paciente através do eletrocardiograma, passando pelo diagnóstico e pela desfibrilação, até a realização de um RCP realmente eficaz e de qualidade. Dessa forma, as chances de sobrevivência são bem maiores aliando dois métodos com a ajuda de apenas um equipamento.

Agora que você já sabe como utilizar e qual a importância do feedback de RCP e como ele é essencial para os primeiros socorros de um paciente, baixe o ebook Tudo sobre o DEA e confira detalhes importantes sobre esse aparelho e todas as tecnologias que ele têm para ajudar a salvar o maior número de vidas possíveis em emergências. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog
Tudo sobre o Cardioversor VIVO da CMOS DRAKE

Tudo sobre o Cardioversor VIVO da CMOS DRAKE

Baixar agora
Todos os E-books