Dor no lado esquerdo do peito é sinal de problema cardíaco?

Certamente, você já sentiu dor no lado esquerdo do peito, no direito, ou em ambos os lados ao mesmo tempo. Sensação comum a muitas pessoas, não é raro quem passa por isso acreditar estar com algum transtorno cardíaco ou mesmo sofrendo um infarto.

A verdade é que, nem sempre, esse sinal é indicativo de algum problema no coração. Desde o acúmulo de gases, até questões emocionais, são vários os motivos que podem causar dor no peito.

Saiba as diferenças entre uma crise de pânico e uma parada cardíaca.

No entanto, é preciso ter atenção. Dependendo do tipo da dor, da sua recorrência e do histórico de saúde, procurar atendimento médico pode ser essencial. 

Descubra, neste artigo, como diferenciar quando a dor no peito é motivo de preocupação, ou não.

O que causa dor no lado esquerdo do peito e direito?

A dor no lado esquerdo do peito ou no lado direito é motivo de preocupação para muitas pessoas. Ainda que não tenha histórico ou diagnóstico de doença cardíaca, muita gente se questiona se não está sofrendo de algum problema no coração quando vivencia esse sintoma.

A apreensão é relevante, pois, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 17 milhões de óbitos são registrados anualmente no mundo decorrentes de problemas cardíacos — só no Brasil foram mais de 289 mil casos em 2019, de acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). 

Mas qual dor no lado esquerdo ou direito do peito está, efetivamente, relacionada a doenças no coração? Veja abaixo as principais.

Possíveis causas de dor no peito no lado esquerdo relacionadas ao coração

Infarto

Primeira suspeita de quem está com dor no lado esquerdo do peito, o infarto acontece quando o fluxo sanguíneo no coração é bloqueado, danificando ou matando o músculo cardíaco.

A dor característica dessa doença é constante e muito aguda, na região do peito, e se espalha pela mandíbula, pescoço e braço esquerdo. Com duração superior a 20 minutos, costuma vir acompanhada de enjoo e/ou vômito, sudorese, dificuldade para respirar e dormência no membro superior e inferior do lado esquerdo.

Conheça mais informações sobre infarto fulminante com suas causas, sintomas e tratamento.

Isquemia cardíaca

A isquemia cardíaca acontece quando a passagem de sangue nas artérias coronárias diminui. Além de causar sensação de aperto e dor no peito (que pode ser crônica ou transitória), também gera falta de ar, palpitação, formigamento no lado esquerdo, atingindo pescoço e braço. 

Arritmia cardíaca

Outra causa de dor no lado esquerdo do peito, a arritmia cardíaca é caracterizada pela alteração nos batimentos cardíacos, aumentando ou diminuindo sua frequência.

Associada a dor, a pessoa também pode sentir mal-estar, tontura, falta de ar, suor frio, cansaço, desmaios e outros sintomas.

Angina

A dor intermitente, associada à sensação de pressão no peito e desconforto, é característica da angina. Essa condição, causada pelo estreitamento das artérias do coração, indica que o órgão está recebendo menos sangue do que deveria.

Geralmente desencadeada por alguma atividade física mais intensa, exposição a baixas temperaturas, estômago cheio, ou mesmo estresse emocional, tende a normalizar quando a pessoa está em repouso.

Confira nosso artigo exclusivo sobre como o estresse influencia nos problemas de coração.

Também tire suas dúvidas sobre casos de angina.

Possível causa de dor no peito direito relacionada ao coração

Pericardite

A inflamação do pericárdio, membrana que recobre o coração, pode causar dor aguda no lado direito, que se irradia para as costas, além de febre, fadiga, dificuldade de respirar, tosse seca e sensação de ansiedade.

Quais as causas de dor no peito não relacionadas a problemas cardíacos?

Além dessas causas de dor no lado esquerdo ou direito do peito relacionadas diretamente a problemas cardíacos, há outros motivos que levam ao desconforto, inclusive, atingindo ambos os lados.

No direito, por exemplo, temos inflamações nos órgãos (estômago, fígado e pulmão) e distúrbios na vesícula biliar. Já quem sente dor no peito ao respirar, independentemente do lado, pode estar sofrendo de ataque de pânico, ansiedade ou estresse, lesões musculares ou câncer no pulmão.

Dores no peito, associadas à queimação, podem ser indícios de gases e/ou problemas digestivos. Mulheres que sentem dor especificamente na mama, talvez estejam sofrendo de mastite, que é a inflamação dessa região. 

Mas além desses motivos, há outros que podem levar a sensação dolorosa, tais como artrite reumatoide, fibromialgia, herpes zoster etc. No guia “Dor no peito: tudo o que você precisa saber sobre”, damos mais exemplos de dores no peito que não estão relacionadas a problemas cardíacos.

Quem está no grupo de risco das doenças cardíacas?

No entanto, ainda que considere que a sua dor no lado esquerdo do peito ou no direito não seja causada por um problema no coração, se fizer parte do chamado “grupo de risco”, é importante não ignorar o sintoma. Por isso, veja abaixo de você se enquadra.

Grupos de risco

Pessoas acima de 40 anos com diagnóstico ou histórico familiar de:

  • hipertensão arterial;
  • colesterol elevado;
  • obesidade;
  • diabetes;
  • angina.

Outros grupos com potencial para desenvolver doenças cardíacas:

  • fumantes;
  • sedentários;
  • usuários de droga, especialmente cocaína;
  • dieta alimentar rica em gorduras;
  • pacientes com diagnóstico de insuficiência renal crônica;
  • pessoas com histórico familiar de isquemia cardíaca ou que já tiveram a doença.

Quando procurar atendimento médico?

Dependendo do tipo de dor que estiver sentindo, é possível diferenciar se é de origem cardíaca ou não.

De modo geral, as dores relacionadas a problemas no coração são descritas como pressão, peso ou aperto no peito, podendo irradiar para o pescoço, mandíbula, costas e braços. Além disso, a dor no lado esquerdo do peito ou no lado direito, quando cardíaca, vem associada à dor de cabeça, falta de ar, tontura, desmaio e outros sintomas relacionados.

Já as dores na região torácica, quando não têm relação com o funcionamento do coração, costumam ser localizadas e pontuais, atreladas à dificuldade de engolir, azia, náusea e ardência.

Por via das dúvidas, é essencial não subestimar a dor, especialmente se ela demorar mais de 20 minutos para passar, piorar com a mudança de posição corporal ou se espalhar por outras regiões do corpo.

Nesse caso, o atendimento médico se torna essencial, principalmente para quem já é portador de alguma doença cardiovascular.

Quer entender sobre esse assunto de maneira mais completa? Então baixe agora o nosso guia “Dor no peito: Tudo o que você precisa saber!” e aprenda as diferenças nas causas dessas dores e quando é caso de urgência ou não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog
Tudo o que você deve considerar na hora de comprar um desfibrilador DEA

Tudo o que você deve considerar na hora de comprar um desfibrilador DEA

Baixar agora
Todos os E-books