Como o estresse influencia nos problemas de coração?

estresse

Muito se fala sobre o quanto o estresse pode ser prejudicial para a saúde, especialmente afetando o sistema cardiovascular. No entanto, nem sempre a relação que existe entre esses fatores é devidamente explorada. Afinal: como o estresse, de fato, pode influenciar nos problemas de coração?

Neste post, abordaremos sobre o assunto. Confira!

O que é o estresse?

É importante ter em mente que todas as pessoas enfrentam situações estressantes esporadicamente. O estresse é considerado uma defesa do organismo essencial para a manutenção da sobrevivência. Pois, é como o corpo reage diante de situações extremas. Por isso, ele aumenta a circulação de sangue para os membros inferiores quando é necessário correr de algum perigo.

O problema é quando o estímulo do estresse se torna crônico, ou seja, a pessoa está constantemente vivendo sob ele. Chega um momento em que o indivíduo não consegue mais elaborar estratégias para resolver os problemas no trabalho, as crises financeiras ou os relacionamentos interpessoais conturbados. O organismo não responde a esses reveses da forma esperada e é aí que mora o perigo.

Estresse prejudica o coração: mas como?

Situações de muita tensão emocional, quando o indivíduo já está nesse estágio crônico de estresse, estimulam a liberação de hormônios em grande quantidade. Um exemplo é a adrenalina, que entre as suas funções está a de aumentar os batimentos cardíacos e a pressão arterial, justamente para “preparar” o organismo a reagir em situações de perigo. Essas condições podem provocar um ataque cardíaco e, até mesmo, levar à morte.

E não é só isso: outro hormônio que também é liberado para a corrente sanguínea em picos de estresse é o cortisol. De acordo com um estudo publicado no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, em pessoas que já têm um histórico de doenças cardiovasculares, esse hormônio pode aumentar o risco de morte em até cinco vezes.

Ainda, já foi comprovado que o estresse agrava o quadro de arritmia cardíaca. Nesses casos, o ritmo dos batimentos cardíacos é desregulado. Porém, cada batida do coração tem um tempo certo para que o órgão receba sangue de todo o corpo e possa bombeá-lo novamente.

Quando um batimento acontece antes do que deveria, por exemplo, ele envia para o organismo uma quantidade de sangue inferior ao que seria esperado. A arritmia pode provocar falta de ar ou até uma síncope.

O estresse pode ser evitado?

Situações que causam estresse, normalmente, estão fora de controle. Mas é possível prevenir os casos crônicos, impedindo que as tensões se acumulem. Para isso, é importante ter uma alimentação balanceada, praticar atividades físicas regulares, priorizar sempre uma boa noite de sono em um ambiente livre de ruídos e prestar atenção na respiração.

Por fim, procure exercitar a capacidade de reagir melhor ao que desencadeia o estresse para evitar os problemas de coração.

A CMOS DRAKE é referência na saúde do coração e conta com o melhor portfólio de desfibriladores e cardioversores do mercado. Quer saber mais? Acesse nosso site ou ligue para (31) 3547-3969 e conheça nossos produtos.