DEA em academia: como oferecer segurança para o crescente público 60+

DEA em academia

O uso do DEA em academia é obrigatório por lei, o que é muito importante. Ele é um aparelho que traz a segurança para os profissionais e também para o público desses ambientes de que, se algo acontecer, há estrutura para cuidar e dar os primeiros socorros no caso de problemas cardíacos.

E por falar em público de academia, ele está passando por mudanças ao longo do tempo. Além dos jovens que já eram habituais nesse tipo de ambiente, é possível notar uma aderência maior da parte de pessoas acima dos 60 anos. Por isso, é muito importante ter preparo para cuidar desse público e ter uma boa estrutura para atendê-lo.

No artigo de hoje, você vai entender melhor sobre a expectativa de vida no Brasil, como o público procura mais por exercícios físicos e no que o DEA em academia pode ajudar principalmente para esse tipo de aluno. Acompanhe!

Expectativa de vida no Brasil

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro aumentou 3 meses e 4 dias em 2019. Isso significa que a média de idade chegou a 76,3 anos.

Entre os homens, o aumento foi mais significativo, já que cresceu 3 meses e uma semana, alcançando 72,8 anos. Nas mulheres, o aumento foi de exatamente 3 meses, mas elas já têm uma expectativa mais alta, que agora foi para 79,9 anos.

Os avanços médicos e sanitários do país contribuíram sem sombra de dúvidas para o aumento da expectativa de vida. Apesar de a discrepância social no país ainda ser grande e, assim, a expectativa de vida nos estados sofrer os reflexos dessas diferenças, os números vêm aumentando e dando esperanças de mais anos de vida com saúde para as pessoas.

A maior qualidade de vida e acesso à informação têm levado, também, muitas pessoas a conhecerem hábitos que as façam viver mais e melhor, como manter uma alimentação equilibrada na maior parte dos dias e praticar atividade física.

A procura de pessoas mais velhas por atividade física

Felizmente, a prática de atividade física vêm se tornando um hábito para grande parte dos brasileiros, com números que aumentam a cada dia. Tendo em vista uma série de pesquisas que traz o sedentarismo como um fator de altíssimo risco para a saúde, jovens, adultos e idosos cada vez mais se conscientizam de que é preciso manter o hábito de se exercitar ao menos 30 minutos por dia, conforme recomenda a OMS – Organização Mundial da Saúde.

Para os idosos, a atividade física tem uma função ainda mais especial. O bem-estar mental que o exercício traz ajuda a afastar problemas como a depressão e a ansiedade, muito comuns nessa fase da vida.

A prática de atividade físicas ainda ajuda a melhorar a coordenação motora, que vai se perdendo ao longo dos anos e dá força e resistência física, evitando quedas, por exemplo. Outro detalhe importante é o ganho da massa muscular. Conforme o corpo envelhece, ela vai se perdendo gradativamente e, se a pessoa for sedentária, a perda de músculos fica ainda mais acelerada.

Por essas e outras razões, a procura do público adulto aumenta a cada dia nas academias de ginástica, a fim de passar pelo processo de envelhecimento com saúde e bem-estar. Dessa mesma forma, as pessoas com mais de 60 anos também procuram recuperar os anos de sedentarismo investindo em diversos tipos de modalidades.

É importante lembrar que nunca é tarde para procurar uma academia ou um esporte com o qual você se identifique. A vantagem de toda atividade física é que ela pode ser adaptada às suas necessidades, ou seja, cada pessoa vai no seu ritmo e conquistando objetivos individualizados.

Para isso, porém, é preciso ter por perto uma boa estrutura e profissionais capacitados para lidar com pessoas de todas as idades.

Descubra o que não pode faltar na infraestrutura da sua academia para segurança dos alunos.

Relação do DEA em academia e idosos

Ninguém está livre de sofrer um ataque cardíaco ou descobrir um problema no coração, seja a pessoa jovem, adulta ou idosa. Mas é fato que o público com mais de 60 anos tem uma predisposição maior em desenvolver certos problemas cardíacos, muitos ainda tomam medicamento e têm restrições quanto à prática de atividade física que devem avaliadas pelo profissional que vai montar o treino.

Tendo em vista o aumento do público idoso nas academias e a relação dessa faixa etária com problemas no coração, ter um DEA em academia torna-se mais do que uma condição de cumprimento da lei, mas reforça a segurança do local em poder oferecer uma estrutura adequada para atender pessoas que possam passar mal ou ter uma parada cardíaca durante um exercício, por exemplo.

Confira os 7 principais sinais de ataque cardíaco e como identificá-los.

O personal trainer Rubens Unger gerencia a academia Studio Persona e no Rio Grande do Sul reforça a necessidade de ter um DEA em academia: “Como temos alunos com mais de 45 anos, temos também muitos que sofrem de cardiopatias e que precisam de um cuidado especial”. Rubens conta que adquiriu um DEA e que o equipamento é muito fácil de usar, já que vem com todas as instruções.

Rubens conta, ainda, que o DEA em academia não fica só restrito à sala de ginástica. A equipe costuma levar o aparelho nos dias em que os alunos saem para correr com a assessoria de esporte. Essa é uma atitude importante para garantir o bem-estar, dar segurança e, principalmente, conforto para os alunos.

Conclusão

Ter um DEA em academia é muito importante para qualquer idade, mas é essencial quando se tem alunos com mais de 45 anos, com problemas cardíacos ou com tendências a apresentá-los. Tendo em vista que os adultos e pessoas idosas têm buscado muito por atividades físicas, é bem provável que no seu espaço haja algum aluno nessa condição, portanto, é importante respeitar a lei e buscar um bom desfibrilador.

Agora que você já sabe a importância de um DEA em academia, que tal descobrir tudo sobre esse aparelho? Baixe o ebook e saiba como usar,  todos os detalhes e características desse produto que vão ajudar muito o seu ambiente a ser mais seguro para você e para seus alunos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar para o Blog
Tudo sobre o Cardioversor VIVO da CMOS DRAKE

Tudo sobre o Cardioversor VIVO da CMOS DRAKE

Baixar agora
Todos os E-books