fbpx
CENTRAL DE VENDAS (31) 3547-3969

A pressão alta é um problema tão grave quanto comum. De acordo com o Ministério da Saúde, aproximadamente 30 milhões de brasileiros sofrem com essa condição clínica na atualidade. O que é mais preocupante no que diz respeito à hipertensão arterial é que, até 2025, mais de 80% da população de países em desenvolvimento será hipertensa. Assustador, não é mesmo?

Reconhecida a gravidade e abrangência da doença, é importante saber que há maneiras eficientes de prevenir e tratar a hipertensão. A principal forma de mandar o problema para bem longe é conhecê-lo a fundo. Confira a seguir um artigo completo e exclusivo com tudo que você precisa saber sobre hipertensão. Vem com a gente!

Afinal de contas, o que é hipertensão?

A hipertensão, também conhecida popularmente como pressão alta, é uma séria condição clínica caracterizada pela elevação e sustentação da pressão arterial em níveis altos. O quadro de hipertensão acontece quando a pressão é igual ou superior a 140/90. Infelizmente, em muitos casos a doença é silenciosa, fato que atrasa o diagnóstico médico.

Qual é a prevalência da doença?

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão, a prevalência da doença é maior em homens do que em mulheres, sendo que a ocorrência da pressão alta na população acima de 50 anos gira em torno de 30%, acima dos 60 anos chega a 50% e acima dos 70 anos é de 75%.

Quais são os tipos de hipertensão?

A hipertensão é dividida em três tipos, conforme os estágios classificados pelos níveis de pressão arterial. O estágio I corresponde à pressão acima de 140/90 e abaixo de 160/100. O estágio II ocorre acima de 160/100 e abaixo de 180/110. Já o estágio III é marcado pela pressão acima de 180/110.

A pressão elevada, combinada com condições como AVC, obesidade ou diabetes, determina se o risco de morte é leve, moderado, alto ou altíssimo. Vale destacar que quanto maior é a hipertensão arterial, maiores são as chances de o paciente precisar de medicação.

Quais são os fatores de risco da pressão alta?

A pressão alta é multifatorial e, em 90% dos casos, é uma doença herdada dos pais. A minoria pode estar relacionada a distúrbios na tireoide ou na glândula suprarrenal. Outros fatores que podem fazer a pressão subir são os seguintes:

  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas
  • Sobrepeso ou obesidade
  • Idade avançada
  • Ingestão excessiva de sal
  • Sedentarismo

Quais são os principais sintomas da  hipertensão?

Em muitos indivíduos hipertensos, a doença é assintomática. Quando a hipertensão se manifesta, podem ocorrer sintomas incômodos como dores no peito, tontura, dor de cabeça, visão turva, zumbido no ouvido, formigamento nos membros e dificuldade de respirar.

Como prevenir e tratar a hipertensão?

A melhor dica para evitar a hipertensão é adotar hábitos saudáveis, como se alimentar de maneira saudável, abandonar o alcoolismo e tabagismo, manter o peso ideal, não abusar do sal e praticar exercícios físicos regularmente.

Se mesmo adotando esses cuidados, você não conseguir se livrar da doença e for diagnosticado com pressão alta, fique tranquilo. O problema tem tratamento e a hipertensão pode ser controlada. O médico indicará o melhor tratamento, que pode incluir uma dieta especial, mudança no estilo de vida e prescrição de medicamentos.

E aí, você gostou do nosso texto? Suas dúvidas sobre hipertensão foram esclarecidas? Se ainda tiver algum questionamento, aproveite o espaço dos comentários para fazer suas perguntas. Até a próxima!