Cmos Drake realiza treinamento na LafargeHolcim

Cmos Drake realizou no mês de Dezembro treinamento de usabilidade do Desfibrilador Dea Life 400 Futura junto a colaboradores da LafargeHolcim.

A LafargeHolcim é uma das empresas que se preocupa em preservar a vida de seu colaboradores mantendo Defibriladores ao alcance das pessoas em suas intalações em caso de emergências cardíacas. A empresa possui Desfibrilador Externo Automático da CMOS DRAKE. Ao adquirir o equipamento, a CMOS Drake fornece gratuitamente o treinamento de usabilidade do DEA. Afinal, o equipamento é simples e seguro e pode ser operado até mesmo por leigos.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), no Brasil, 200 mil pessoas morrem por ano por arritmias cardíacas fora do ambiente hospitalar. São registros em locais como shoppings, clubes e ambientes empresariais.

Sabe-se, porém, que se for socorrida no 1º minuto, a vítima de parada cardíaca tem 90% de chances de sobreviver. Assim como se esperar pelo resgate de uma ambulância médica (média de 18 minutos nos centros urbanos), a chance é menor que 2%. Portanto, empresas conscientes, como a Lafarge, devem manter o equipamento em suas instalações para segurança e tranquilidade de todos.

A CMOS DRAKE parabeniza a Lafarge pela atitude consciente e gesto de amor à vida.

e4b65ef7-6e62-4b61-82ca-39a4909f7964

E você, procure saber se sua empresa também disponibiliza essa segurança e tranquilidade para você e seus colegas de trabalho.

Referência em diversos países do mundo, o Desfibrilador Externo Automático da CMOS DRAKE garante a máxima segurança e agilidade durante o tratamento de emergências cardíacas. Pois, ele ajuda a fazer a leitura do sinal de ECG do paciente automaticamente. E, assim, determina o tratamento adequado em segundos.

O desfibrilador é compacto, leve, microprocessado e adaptável a qualquer pessoa. Utiliza a tecnologia de onda bifásica exponencial, que atua de forma mais eficiente; ao disparar uma quantidade menor de energia, se torna menos agressiva ao paciente, sem perder a eficácia.

Voltar para o Blog