CENTRAL DE VENDAS (31) 3547-3969

Você já ouviu falar sobre angioplastia? Esse procedimento está se tornando cada vez mais popular no Brasil, entretanto, ainda é um tipo de cirurgia cercado de dúvidas. O fato é que, quando bem indicada e realizada, a angioplastia pode salvar vidas.

Quer conhecer um pouco mais sobre o procedimento e esclarecer as principais questões acerca do assunto? Continue lendo o post e fique por dentro de todos os detalhes que envolvem a angioplastia.

O que é angioplastia?

Como já mencionamos, a angioplastia é um procedimento cirúrgico. A cirurgia  é rápida, pouco invasiva e tem riscos e impactos mínimos. A técnica de angioplastia foi introduzida em 1977, por Andreas Andréas Roland Grüntzig. Anos mais tarde, já em 1979, a primeira angioplastia foi realizada no Brasil, na cidade de Curitiba. Na ocasião, técnica original foi replicada por Costantino Costantini em um homem de 55 anos que sofria de obstrução coronariana.

Para quem a angioplastia é indicada?

A cirurgia é recomendada para pacientes que são portadores de angina, uma condição clínica caracterizada pelo estreitamento das artérias e redução do fluxo de sangue para o coração. Essa diminuição do fluxo sanguíneo ocasiona dores que irradiam do tórax para os braços, pescoço e dorso.

Para que serve a angioplastia?

A função prioritária da angioplastia é desobstruir as artérias que estão bloqueadas por conta do acúmulo de placas de gordura em suas paredes. Após a realização do procedimento cirúrgico, é esperado que o fluxo sanguíneo seja liberado e corra sem impedimentos até chegar ao coração.

Como é realizada a angioplastia?

Na angioplastia, um discreto cateter com um balão é introduzido no corpo, geralmente através da artéria femoral, por meio de uma pequena incisão realizada na virilha. Depois disso, o cateter é guiado até o lugar obstruído. Quando chega ao local, o balão é inflado para romper as placas de gordura e expandir o diâmetro arterial. Durante a angioplastia, o paciente pode receber um stent, pequena malha de aço cirúrgico, responsável por manter a artéria desbloqueada na região.

Quais são os detalhes da cirurgia?

A angioplastia pode ser realizada pela rede particular ou pelo Sistema Único de Saúde. O procedimento é relativamente simples e a possibilidade de complicações é mínima. A cirurgia dura aproximadamente uma hora, é feita com anestesia local e não existe dor posterior, exceto a provocada pela incisão.

Quais são os riscos da angioplastia?

Apesar dos riscos serem pequenos, algumas complicações podem acontecer. Hematomas, alergia, sangramentos, embolização, insuficiência renal, arritmia cardíaca e acidente vascular cerebral então entre as intercorrências possíveis do procedimento cirúrgico de desobstrução das artérias.

Como devem ser os cuidados no pós-operatório?

Os cuidados depois da cirurgia são determinados pelo médico, de acordo com as condições do paciente. De modo geral, os profissionais proíbem o fumo, indicam uma alimentação leve e balanceada, recomendam dois dias de repouso e duas semanas abstenção de esforço físico, como carregar peso. É necessário fazer acompanhamento com o cardiologista ao longo de seis meses para assegurar-se de que a obstrução não voltou.

E aí, você achou o texto informativo e esclarecedor? Se você gostou do conteúdo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos nas redes sociais.